#Hypettes – Alessandra e Carolina Fontana

Nós não cansamos de conversar com mulheres que fazem trabalhos incríveis hoje em dia no mercado nacional, e por isso não podíamos esquecer das musas do Studio Loom!

Para mais um #Hypettes as convidadas do dia foram Alessandra e Carolina Fontana – primas, parceiras, amigas, designers de estampas e empreendedoras!

Segue com a gente que é sucesso!


56dd7694eca9ebfc21ae1be2_quemsomos

H. Como funciona o Studio Loom e como ele se diferencia dos outros estúdios de design têxtil?

A & C. Formamos o Studio Loom quando nós duas, Alessandra e Carolina, retornamos ao Brasil após temporada no exterior em países como Inglaterra, Itália e Estados Unidos. Somos primas, e sempre muito próximas.

Durante temporada no exterior sempre acompanhamos a trajetória de cada uma e constatávamos uma grande sintonia profissional, de valores estéticos, maneira de trabalhar. A criação do Studio Loom aconteceu neste ano e foi inevitável quando voltamos a morar no mesmo país e atuar em áreas semelhantes.

Somos apaixonadas por cores, tecidos, texturas, arte e estampas e por isso nosso objetivo se tornou o de desenvolver projetos de design de superfícies, que conferem qualidades estética, funcionais e estruturais a diversos tipos de produtos.

Atualmente, oferecemos para empresas do setor de moda, decoração de interiores e papelaria não só o serviço de consultoria para o desenvolvimento de cartela de cores, coordenação de estampas e produtos com aplicação de estampas, como também estabelece parcerias com empresas e profissionais dos segmentos têxtil, de arquitetura e urbanismo e de decoração de interiores. Por isso não somos só um studio de design têxtil, oferecemos o desenvolvimento de estampa para diversos meios e superfícies.

img_0036

 

H. Como é processo criativo de cada estampa?

A & C. Sempre gostamos de dizer que nossa inspiração vem de tudo que vemos e ouvimos diariamente. Uma exposição sobre Sonia Delaunay em Londres, um concerto na Sala São Paulo, uma ida ao Jardim Botânico no Rio. Tudo que já vivenciamos, vimos e sentimos serve como parte de nosso processo criativo.

Cada estampa tem uma estória diferente e um processo de criação distinto. Algumas nasceram de rabiscos na beira da piscina, outras de aquarelas feitas depois de viagens. Algumas estampas nascem espontaneamente e outras nascem a partir de pesquisas de imagens extensas.

img_3709

 

H. Quais projetos foram mais marcantes de serem realizados?

A & C. Todos nossos projetos nos marcam muito. Para cada um deles dedicamos bastante pesquisa e realmente ‘vestimos a camisa’ da marca. A coleção Odessa para a Casa Franceza foi bem impactante por ser nossa coleção de abertura do studio e por concretizar um sonho antigo que tínhamos de desenhar ladrilhos hidráulicos.

H. Como é o dia a dia da parceria entre primas e como vocês administram o tempo?

A & C. Temos um ótimo relacionamento e compartilhamos interesses similares, dentre eles o amor pelo que fazemos. Na maior parte dos projetos trabalhamos juntas, algumas vezes separamos as funções. Uma desenha a outra trabalha com o atendimento ao cliente, por exemplo.

Administramos nosso tempo da maneira mais leve que conseguimos. Prezamos muito a pontualidade e prazos de entrega de projetos.

img_3754

 

H. Quais suas inspirações? Pintores, artistas, familiares…

A & C. Antes de sermos designers somos curiosas e ávidas sempre por novas referências de leituras, exposições, viagens, concertos. Nosso estilo e processo de criação são o resultado de toda essa bagagem e do nosso conhecimento técnico (estudos em áreas específicas, naturalmente) e de uma busca por perfeição em todo design que criamos.

H. Como vocês já tiveram experiências fora do Brasil, qual a diferença do mercado nacional para o internacional no quesito estamparia de moda?

A & C. Apesar do Brasil contar com empresas sólidas no ramos têxtil, ele ainda engatinha quando comparado com a solidez do mercado têxtil do Reino Unido, por exemplo. O principal problema que temos que lidar é a falta de fornecedores, ou a escassez deles melhor dizendo.

H. Qual a diferença entre estamparia de moda para a usada em arquitetura (design de interiores) por exemplo? Rapport diferentes, cores, mood…

A & C. Na realidade gostamos de enxergar a estamparia de moda e estampas para arquitetura (interiores) como parte de um mesmo universo. Poderíamos falar em uma diferença fundamental que seria a rotatividade e descartabilidade de produtos de moda quando comparados a produtos para interiores. Colocando de maneira mais simples: um papel de parede não vai ser trocado com a mesma frequência que uma saia ou blusa, por exemplo, daí a preocupação em desenvolver estampas que seriam atemporais. Mas, como já falei, essa é uma preocupação que temos também ao criar estampas para moda. Todos nossos designs visam a atemporalidade. Queremos que nosso desenhos sejam vistos e adorados daqui a 100 anos!

56d9d1d14da97a857df0a732_geometrico1_low-1

 

H. Como é estar a frente de uma empresa?

A & C. É constantemente desafiador estar a frente de uma empresa. Cada dia é um obstáculo novo e, com isso, crescemos e aprendemos.

H. Hoje em dia, como é trabalhar com processos handmade na era das fast fashion?

A & C. Sentimos que há uma procura cada vez maior pelo handmade, por todos os processos artesanais. Para nós essa é a nossa marca, todos nossos designs começam com um papel e lápis, ou uma colagem, ou uma aquarela. O problema é que os preços de um produto handmade não é tão competitivo quando comparado com outro item similar produzido industrialmente na China, por exemplo. Mas nossos clientes sabem apreciar e valorizar essa singularidade do nosso trabalho.

56c239ae902b51ef76bc31bf_butterflies-amarelinho-cor-4-web

 

H. Você acha certo dizer que o Slow Fashion esta retornando á ter a importância de antigamente?

A & C. Como já mencionei na outra resposta, acredito que hoje há uma valorização do artesanal como contrapartida ao Fast Fashion. Mas sem dúvida há público para as duas coisas, o mundo da moda de 2016/17 não pode comportar somente o Slow Fashion, não seria produtivo comercialmente.

H. Qual seria um projeto que você sonha em realizar? Alguma parceria em especial?

A & C. Sonhamos em fazer uma linha de louças com as nossas estampas.

56e2c96122a68dcf71644e97_obliquo

 

H. O que você espera para 2017 e quais seus planos para o futuro?

A & C. Esperamos buscar trabalhos cada vez mais desafiadores e que nos façam crescer. Queremos continuar fazendo um trabalho sério, continuar criando muito, fazer parcerias novas e buscar resultados cada vez mais eficientes.


 

Para conferir mais das estampas maravilhosas criadas por essas duas musas, visite o site oficial do Studio Loom!

 

Aqui esta o email para contato: studioloom@studioloom.com.br

 

Share on FacebookPin on PinterestTweet about this on TwitterEmail this to someone

COMENTÁRIOS