#HypeArtists – Pedro Luis

A gente ama essa onda de bordado livre que vem ganhando cada vez mais força, tanto que já falamos aqui no site de artistas femininas que interpretam o feito à mão com um olhar super contemporâneo.

E entre os nomes dessa nova geração está um artista visual que fez das antigas fotografias em PB manipuladas com linhas coloridas a sua marca registrada. Hoje apresentamos o Pedro Luis, carioca com um trabalho original repleto de memórias afetivas que vem sendo construído ponto a ponto com bordados manuais, mas também colagens, pinturas e desenhos sempre com um toque autoral. Confira a entrevista que fizemos com ele!

pedro luiss

Hype 011: Quando você descobriu sua paixão pela arte?

Pedro Luis: A paixão pela arte nasceu comigo ou sempre existiu. Sempre gostei, desde criança, de pintar, desenhar, fazer colagem e acompanhar o que os outros artistas faziam. Minha mãe conta que quando eu era criança e ela me levava em alguma exposição de arte contemporânea eu sempre falava que podia fazer aquilo, eu não entendia o porquê daquela arte estar ali e meu desenho não. A minha primeira graduação foi publicidade, eu achava que publicidade era um jeito de fazer “arte comercial” e ganhar dinheiro com isso, até que percebi que isso não me fazia feliz, e foi quando decidi me dedicar à minha produção autoral.

H011: O que mais te inspira ao criar?

PL: Acho que é o fato de poder contar uma história visualmente, sabendo que a interpretação daquilo vai ser diferente de pessoa pra pessoa.

pedro luiss

H011: Como funciona o seu processo criativo?

PL: Eu sou uma pessoa que precisa de uma rotina, não tão rígida. Mas preciso ter o meu ritual. Sempre fui de acordar cedo então para o meu dia render, inclusive criativamente é importante que eu respeite o que o meu corpo pede. Mas eu preciso das minhas horas de lazer – que às vezes se confundem com horas de trabalho hehehe – às vezes tenho essa sensação de que eu vivo 100% para o meu trabalho, porque mesmo quando estou descansando a cabeça está funcionando e sempre ando com um caderninho ou uso o bloco de notas do telefone para anotar a ideia que pode surgir quando eu menos esperar.

H011: Seu trabalho é cheio de sensibilidade e tem um pouco de nostalgia. De onde você tira suas referências?

PL: Quando eu decidi inserir o bordado nas minhas criações eu pesquisei bastante sobre outros artistas que usavam o bordado também e o porquê da escolha deles. Leonilson, Bispo do Rosário, Louise Bourgeois. Acho que o feito à mão e o movimento do bordado traz muito isso da sensibilidade para a obra.

pedro luiss

H011: As séries com bordados sobre fotos antigas são irresistíveis. Como surgiu essa ideia e onde você encontra essas imagens?

PL: Ela surgiu de uma ideia que tive a partir de uma foto que comprei em uma feira de antiguidade. A primeira obra que fiz chamava Destinos, e era o fio do destino ligando os corações da mãe e dos filhos nas fotos. E foi um processo meu, vi que eu podia contar histórias a princípio autobiográficas pela memória de outras pessoas, eu sempre me preocupava em rasurar os olhos, pois aquelas fotos deixam de contar a história delas para serem protagonistas agora da minha história ou da história que eu queria contar.

pedro luiss
H011: Além dos bordados, você pinta e trabalha com colagens. Você poderia falar um pouco sobre esses trabalhos?

PL: O bordado é o mais recente deles. Pintura, desenho e colagem eu faço desde criança, pude aperfeiçoar mais as técnicas quando decidi fazer o curso de artes plásticas da escola panamericana de arte e design, mas sempre fui muito ligado a todas. Gosto muito de colagem, desde sempre. Acho que são linguagens diferentes para expressar coisas diferentes.

H011: Você poderia indicar alguns perfis criativos que mais ama no Instagram?

PL: @bisner, @luanzumbi, @afropunk, @uskonst, @nangoldinstudio, @mar.celo.romero, @lacollagist, @pedrojardim, @terezamc, @allansieber e @tallitaramosatelier.

H011: Como artista, o que não pode faltar na sua vida?

PL: Liberdade. De ser quem eu sou, de fazer o que eu quero, da forma que eu quiser.

pedro luiss

H011: E quais são seus planos para o futuro?

PL: Meu plano para o futuro é continuar me dedicando à minha arte autoral, não sei se vai ser através do bordado ainda, mas por qualquer outra ferramenta que eu possa contar um pouco de história.

Se você ficou com vontade de conferir mais trabalhos do nosso #HypeArtist, não deixe de seguir o perfil do Pedro Luis no Instagram, nem precisamos dizer que vale muito a pena!

Fotos: arquivo pessoal

Share on FacebookPin on PinterestTweet about this on TwitterEmail this to someone

COMENTÁRIOS