We Wear Culture

Nem o Google resistiu aos encantos da moda, já que seu mais novo projeto é todo dedicado ao assunto. O We Wear Culture faz parte da plataforma Google Arts & Culture e impressiona pela quantidade e qualidade de seu conteúdo que equivale a três mil anos de história contados em filmes, textos e fotos – algumas capturadas com a Art Camera, aquela que permite ampliar detalhes em megapixel.

we wear culture

Kate Lauterbach, gerente do programa que iniciou sua carreira na editora Condé Nast, contou em uma entrevista ao Business of Fashion que o nome We Wear Culture nasceu da ideia de mostrar que a moda é muito mais profunda do que o que vestimos, que há uma história por trás dela que merece ser contada e, principalmente, valorizada.

we wear culture

Mais de 180 instituições de todo o mundo colaboraram para que o projeto pudesse ganhar vida: The Metropolitan Museum of Art, Victoria & Albert Museum, Kyoto Costume Institute, Central Saint Martins, Royal College of Art, Masp e Museu da Casa Brasileira são apenas alguns parceiros cujo acervo e exposições agora podem ser conferidos por lá.

we wear culture

O resultado é uma plataforma que permite explorar uma imensidão de conteúdo, e a ordem cronológica é você quem define. Que tal começar descobrindo ícones que mudaram a forma como nos vestimos, se perder pelo estilo da corte de Versalhes, se aprofundar no movimento punk inglês ou ler sobre um grupo de mulheres da Índia que se uniu para superar dificuldades e acabou criando uma cooperativa de trabalho? Mas não sem antes aprender mais sobre o uso de novas tecnologias na moda ou tentar entender de uma vez por todas o valor do indefectível pretinho básico com a ajuda da realidade virtual e um little black dress criado em 1925 por mademoiselle Chanel.

 

Ficou com a impressão de ter muita coisa acontecendo ao mesmo tempo? Navegando pelo projeto foi assim que nos sentimos, mas em um bom sentido. As possibilidades da plataforma são infinitas (mesmo!), então prepare-se para experimentar um pouco de FOMO em seu primeiro acesso – é tanto conteúdo interessante que a sensação nos parece inevitável. E como é fácil perder o foco durante uma busca (uma pesquisa leva a outra e outra e outra…), você pode usar alguns dos filtros que a ferramenta oferece, como busca por cores, artistas ou lugares. Outra boa dica é logar-se no Google antes de acessar o We Wear Culture, uma garantia de que você salve tudo (ou quase tudo) que o projeto tem para oferecer. Boa viagem!

Fotos: Reprodução/ We Wear Culture

Share on FacebookPin on PinterestTweet about this on TwitterEmail this to someone

COMENTÁRIOS